Sérgio Bertoni  (21 de setembro de 1926 - 19 de fevereiro de 2019)

Pintor, escultor e publicitário.

              Muda-se para São Paulo aos dois anos de idade e dedica toda sua obra pictórica à cidade em que reside desde então. Forma-se em 1950 na Escola de Belas Artes de São Paulo, dedicando-se principalmente à pintura e paralelamente à publicidade e direção de arte, estas até 1980. Em 1966 realiza o Monumento ao Motorista, no KM 0 da Via Dutra, e em 1989, o painel de 3m x 8m do prédio da Bolsa de Valores de São Paulo. Sua primeira exposição individual ocorre em 1982, com o nome de Paulicéia Desvairada, no Masp. Nesse mesmo ano participa do 5º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ. Em 1983 expõe suas pinturas em mostra coletiva no Centro Cultural São Paulo, voltando a expor seus trabalhos no Masp em 1986 em exposição individual. Em 1993 é homenageado na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo com o Troféu Loba Romana. 

            Foi ativo e membro da Academia Brasileira de Artes, e da Academia Brasileira de Belas Artes. Artista várias vezes premiado, participou de diversas coletivas e salões, recebendo premiações várias. 

            Dedicou sua vida a publicidade, pintura e esculturas. Uma de suas paixões a cidade de São Paulo, foi retratada de forma brilhante em cores vivas e icônicas.

            Deixou em seu legado pinturas diversas com elementos de cores únicas em situações cotidianas e fotografia perfeita.

sao2.JPG
Assinatura do Artista